NEWSLETTER
Cadastre seu e-mail:

Divulgação - SescTV
 
MANCHETES

» 02/12/2018 - 21:11
SescTV exibe documentário inédito Youtubers e HIV nesta terça

A trajetória de jovens youtubers, desde suas descobertas como soropositivos, até a decisão de usarem a internet como ferramenta de sensibilização, alerta e educação é tema do documentário inédito Youtubers e HIV - Prevenção, Irreverência e Informação. Dirigida por Roseli Tardelli, jornalista, ativista e fundadora da Agência de Notícias da Aids, a produção vai ao ar no SescTV nesta terça-feira (04/12), às 19 horas.

Ao se depararem com o resultado reagente para HIV em seus exames, os jovens Gabriel Estrela, Luiz Felipe, Rafael Bolacha, Daniel Fernandes, Gabriel Comicholi e João Geraldo Neto descobriram muito além do que uma sorologia em comum. Eles descobriram que falar abertamente sobre o vírus, a doença e suas experiências pessoais poderia não só levar informação a muita gente, mas a ajudar a outros soropositivos e suas famílias a lidarem com a realidade.

Cada um dos seis criou o seu canal no YouTube. A partir da rede social, eles passaram a compartilhar um pouco de seu cotidiano, falando abertamente sobre sexo, prevenção, tratamentos e os mais diversos assuntos que comprovam que, hoje, viver com HIV é viver como qualquer outra pessoa, com suas alegrias e tristezas.

Ao se descobrir soropositivo, Gabriel Estrela conta que seu maior temor era a solidão. “Eu me preocupava com a reação da minha família e do meu namorado”, afirma. Segundo o youtuber, o estigma criado em torno da doença ainda era tão forte que o fez se sentir culpado, antes mesmo de querer saber o que era HIV, o vírus da imunodeficiência humana, e suas implicações. Com seu canal Projeto Boa Sorte, Estrela foi um dos pioneiros em falar sobre a doença nas redes sociais, ao enxergar nelas um potencial educativo, para além do entretenimento. “Quero propor um novo modelo de fazer educação e comunicação, com uma base interpessoal, em uma comunidade virtual em construção”, explica.

Diagnosticado com HIV em 2009, o ator e bailarino Rafael Bolacha descobriu sua doença sozinho, em frente ao computador. “A ironia é que desde o primeiro dia, decidi cuidar de mim”, conta. Ele decidiu escrever sobre suas experiências, medos e anseios e publicou Uma Vida Positiva. Com o sucesso do livro, amigos o convidaram para criar o Chá dos 5, um canal no YouTube voltado às questões LGBT. “Só depois que eu comecei a compartilhar minha história nas redes sociais, e entender que isso ajudava as pessoas eu aceitei a minha condição”, revela.

A reação de João Geraldo Neto, do canal Super Indetectável, foi mais imediata. “Quando peguei meu diagnóstico, senti a necessidade de usar essa informação sobre a doença para tentar mudar a vida das pessoas”, afirma. Segundo o youtuber, seu trabalho nas redes sociais fez com que sua vida ganhasse um propósito maior. Em seu canal, João faz um alerta sobre os cuidados ao falar do HIV e defende que devemos encorajar as pessoas a viver. “Primeiro havia a política do medo. Depois começamos a derrubar estigmas e preconceitos sobre a aids. Agora é importante ajudar as pessoas a mudarem a forma como se relacionam sexualmente”, comenta.

No documentário Youtubers e HIV - Prevenção, Irreverência e Informação, os youtubers falam ainda sobre a necessidade de resiliência, luta e empoderamento dos soropositivos. A produção tenta desmistificar os estigmas criados em torno dos riscos em contrair aids, doença que mais mata no mundo, e que não está relacionada à orientação sexual das pessoas.

HOME         MANCHETES        BLOG FABIOTV       CONTATO        PUBLICIDADE

2007 - 2018  fabiotv.com.br - Todos os direitos reservados.